La Stratégie

by Alexander Sweden

Tag: Fernando Torres

Fernando Torres já não interessa à primeira divisão europeia?

Fernando Torres tem capacidade técnica, sabe decidir com bola, mas isso é pouco perante as exigências dos grandes clubes europeus.

Apesar de tomar boas decisões com bola, opta demasiadas vezes por receber a bola no pé, apostando pouco na conquista do espaço de forma assertiva (o que só a boa decisão sem bola permite). Isto determina que  o avançado espanhol se encontre demasiadas vezes num espartilho quando recebe a bola e se torne inconsequente. Se tivesse uma capacidade física assombrosa (tal como a velocidade e poder para aguentar o choque), aliada à sua capacidade técnica, até poderia mascarar o défice  da decisão sem bola, mas como não tem e estagnou no processo evolutivo, no que à decisão sem bola diz respeito, vê outros jogadores menos dotados no aspeto de decisão com bola (como Diego Costa) deixá-lo a milhas de distância.

Há também o aspeto mental. Quando este se revela depressivo, tudo o que de bom tem um jogador passa a ser pior do que deveria. Quando o estado anímico é positivo, o que é mau, deixa de ser tão ruim, e o que é bom passa a ser maravilhoso.

premier-league-hull-city-chelsea-fernando-torres_2994077

Anúncios

Decisão (com e sem bola)

A melhor forma de ganhar o 1 X 2 não é passar pelos adversários com bola, mas sem ela. Neste contexto, a decisão com bola e sem bola são cruciais (desde que suportada por índices físicos e técnicos de primeira água).

Volto a recordar o lance do Diego Costa, porque é um dos lances mais incríveis que tive oportunidade de ver nos últimos meses. Está na minha zona alpina futebolística. A boa decisão sem bola do Diego Costa (e com bola do Fàbregas) valeu-lhe mais do que toda a técnica de drible do mundo, no entanto, a procura do espaço, e a conquista do mesmo, não seriam suficientes ainda assim. A boa decisão estava refém daquela técnica de receção, daquela técnica de remate, daquela intensidade. Dá prazer quando as coisas correm bem quando tanta coisa podia correr mal…

Não me custa acreditar que neste lance Fernando Torres não tomaria a melhor decisão sem bola, mas ficaria a aguardar que o Cesc lha metesse no pé, para depois virar-se para os seus dois oponentes, constar que não tinha apoios e perder a posse da bola. Alguns justificariam o jogador, dizendo que naquele contexto de inferioridade tomou a melhor decisão, considerando-o mais vítima que culpado. Analisando numa perspetiva de decisão com bola, até poderia concordar, mas recorrendo ao parâmetro “decisão sem bola”, constataria que teria tomado uma decisão terrível.

Quando se afirma que um jogador toma boas decisões, importa analisar numa dupla abordagem: com e sem bola. Não basta apenas tomar boas decisões com bola e esquecer a decisão sem bola, ou vice-versa. Decidir bem, significa que se dominam as duas abordagens.

(Principalmente a partir do 4:08)

 

La Stratégie

by Alexander Sweden

Zés e Pelés

by Alexander Sweden

Futebol Táctico

by Alexander Sweden

Domínio Táctico

by Alexander Sweden

Leoninamente!!!...

by Alexander Sweden

Gordo, vai à baliza!

by Alexander Sweden

LeaodePlastico

by Alexander Sweden

Visão de Mercado

by Alexander Sweden

LATERAL ESQUERDO

by Alexander Sweden

A Tasca do Cherba

by Alexander Sweden