La Stratégie

by Alexander Sweden

Tag: Manchester United

Recordo aqui uma notícia de abril:

“O jogador mais rápido do mundo é, de acordo com um estudo divulgado esta quinta-feira pela FIFA, o internacional equatoriano do Manchester United Antonio Valencia. O extremo consegue correr a 35,1 km/hora, ainda longe do recordista mundial dos 100 e 200 metros Usain Bolt (37,6 km/h).

O português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, ocupa apenas a quarta posição, com 33,6, atrás do colega de equipa Gareth Bale (34,7) e de Aaron Lennon, do Tottenham (33,8).

A lista dos dez melhores fica completa com Walcott (Arsenal/Inglaterra), com 32,7; Messi (Barcelona/Argentina), 32,5; Rooney (Manchester United/Inglaterra), 31,2; Ribéry (Bayern/França), 30,7; Robben (Bayern/Holanda), 30,4; Alexis Sánchez (Barcelona/Chile), 30,1”

A pertinência destes dados, não obstante não ter um pleno conhecimento de como foi feita a análise,  está relacionada com os estereótipos que por vezes jornalistas, técnicos e adeptos colocam sobre determinados jogadores. Avaliar um parâmetro específico de um jogador não é tarefa fácil, e muitas vezes analisada apenas a olho nu, sem  o recurso a tecnologias, pode tornar-se enganoso. Se algum especialista tivesse de responder rapidamente à questão “quais os mais rápido”, qual deles colocaria o Rooney na lista ou o Valencia no topo?

 

1

Anúncios

O que é uma boa decisão?

No golo do Manchester City versus Manchester United, o passe do Yaya Touré revelou-se uma ótima decisão (decidiu e executou o passe na direção certa, com a força certa, para a pessoa certa). Muitos tomariam a mesma decisão (tentar passar a bola para o mesmo colega) mas esta seria errada por uma de três razões:

– Má decisão (decisão em termos mentais) ao idealizar o passe na direção errada e/ou com a força errada;

– Boa decisão (decisão em termos mentais) ao idealizar o passe na direção certa, com a força certa, para a pessoa certa, mas sem conseguir executar o idealizado. Na hora de executar (decisão em termos físicos) não tomou a melhor solução sobre a força e direção correta a dar à bola.

– Má decisão (decisão em termos mentais) ao idealizar o passe na direção errada e/ou com a força errada e sem conseguir executar o idealizado (decisão em termos físicos) .

Na primeira situação, trata-se de um erro de conceção ou erro de cálculo. Não idealizou a decisão da forma mais adequada perante o contexto (velocidade do colega, capacidade do mesmo receber a bola, oposição exercida pelos adversários): má decisão em termos mentais (pensa mal o jogo mas até pode conseguir executar bem).

Na segunda situação, trata-se de um erro de execução. Executou de forma distinta do que havia idealizado. Idealizou a decisão da forma mais adequada, mas os parâmetros físico-técnicos de que era portador não lhe permitiram executar de forma perfeita: má decisão em termos físicos (pensa bem o jogo mas não consegue executar).

Na terceira situação, estamos perante um duplo erro (pensa mal e executa mal), ou seja revela uma má decisão em termos mentais e em termos físicos. Um desastre completo, portanto.

 

La Stratégie

by Alexander Sweden

Mudámos de Estádio

by Alexander Sweden

Futebol Táctico

by Alexander Sweden

Domínio Táctico

by Alexander Sweden

Leoninamente!!!...

by Alexander Sweden

Gordo, vai à baliza!

by Alexander Sweden

LeaodePlastico

by Alexander Sweden

Visão de Mercado

by Alexander Sweden

LATERAL ESQUERDO

by Alexander Sweden

A Tasca do Cherba

by Alexander Sweden